sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Gênero Memórias

Edward Hopper

Etimologicamente, “recordar” vem de re + cordis (coração), significando, literalmente, “trazer de novo ao coração algo que, devido à ação do tempo, tenha ficado esquecido em algum lugar da memória”. Podemos dizer que, em linhas gerais, é exatamente essa função de um texto do gênero Memórias.

Lendo o texto de Rubem Alves, AQUI, verificamos que há dois tipos de memória.  O autor destaca a importância das duas, mas tece uma bela e poética distinção entre elas.   E a proposta do exercício é exatamente recorrermos a essa memória e nos alegrarmos com o vivido ou o presenciado.
 

DATA DA POSTAGEM 25/08/2011

PROPOSTA


Busque na memória algum fato que tenha vivido e que de alguma forma seja prazeroso recordar, escrever, contar ou se preferir, relate algo vivido por outra pessoa e que ficou marcado em sua memória.

7 comentários:

  1. ..."São como pássaros em vôo." Rubem Alves


    É um belo texto e acredito que uma bela proposta. :o)

    abraços a todos.

    ResponderExcluir
  2. Estava sentindo falta já rs...
    bjao

    ResponderExcluir
  3. Maravilha, Katia. E eu fico muitoooooo feliz. rs

    bjus

    ResponderExcluir
  4. Que seja bem vinda amiga, a casa agradece e com Rubem Alves fica bem interessante este voltar.
    Creio que este exercicio vai ser muito interessante,exumar estas coisas que fcam no nosso cemiterio, como bem disse o Rubem.
    Vamos sim.
    Um terno abraço de paz.
    Bom fim de semana.
    Bju de luz nos seus dias de poesia.

    ResponderExcluir
  5. Convido vc a acompanhar as entrevistas de comemoração de 1 ano do ProjetandoPessoas!! Amanhã a entrevistada especial é a nossa querida Lena do Amadeirado!
    abraço
    Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderExcluir
  6. Obrigada,Toninhobira.
    Sim, grande Rubem Alves.

    Bom "puxar pela memória" ,aguardo seu escrito.rs

    Um terno abraço de paz

    ResponderExcluir